Header Ads

Grandes shows do Rock: Monsters of Rock de 1991 em Moscou



  O Rock já superou diversas barreiras, sejam elas econômicas ou culturais. Um dos shows mais importantes da história do Rock foi o festival Monsters of Rock em 1991 na Rússia.

A ascensão do Rock no fim do regime comunista

  A guerra fria foi uma guerra em que não se disparou um tiro entre os principais envolvidos, mas o clima de tensão reinou durante muitos anos com a ameaça eminente de uma guerra nuclear. Mas a disputa não apenas no sentido bélico ou econômico, era também uma disputa de ideologias, o comunismo contra o capitalismo.
  O início da década de 90 foi marcado pelo fim do regime comunista na União Soviética, que durou mais de 70 anos. No meio desse clima tenso aconteceu um dos shows mais marcantes da história, o Monsters of Rock em Moscou.

Uma explosão de Rock em Moscou

  No dia 28 de setembro de 1991, no campo de aviação Tushino, rolou o festival Monsters of Rock. Muita gente nunca havia imaginado que o Rock, visto como uma representação do capitalismo ocidental por alguns, iria ecoar por trás da cortina de ferro em terras soviéticas.

Pantera em Moscou, 1991

  A primeira banda a tocar para o público de 1 milhão e 600 mil pessoas foi o Pantera, o vocalista Phil Anselmo disse que tocar lá foi como se estivesse em um sonho. O som pesado dos caras do Pantera contagiou o público, causando alguns confrontos com os militares devido ao calor do momento, a situação política do país e também a falta de experiência da segurança e do público com eventos assim.

  Logo depois foi a vez da banda local E.S.T., que entrou no palco com a grande responsabilidade de entreter um público sedento por Rock que havia acabado de assistir uma das melhores apresentações do Pantera e a terceira apresentação ficou por conta da banda americana The Black Crowes.

Guitarrista do Metallica - Kirk Hammet

  A apresentação dos caras do Metallica ficou marcada na história, eles que eram a "cara" dos Estados Unidos, contagiaram o público em um nível tão grande que até os militares que eram responsáveis pela ordem e segurança entraram para a festa. O show do Metallica foi o único que foi gravado na íntegra, diferente das outras bandas.



Brian Johnson e Angus Young do AC/DC

  E para encerrar o festival foi a vez dos australianos do AC/DC, em suas raras aparições em festivais, mostrar para o público seus grandes sucessos e passar a energia dos seus shows. Os russos viram pela primeira vez ao vivo grandes bandas de Rock ocidentais e ainda algumas delas eram americanas, que a pouco tempo atrás eram proibidas pelo governo soviético. No fim não acabou sendo uma vitória do capitalismo, mas sim uma vitória do Rock, que uniu várias pessoas e acabou conquistando ainda mais fãs.

Nenhum comentário

Deixe o seu comentário!

Tecnologia do Blogger.