Header Ads

Contando sobre Soundgarden


  Soundgarden foi uma banda pioneira no grunge, surgindo com ela bandas muito importantes como Pearl Jam, Alice in Chains, Nirvana e outras. O grande diferencial dos caras era a sua variedade musical, com trabalhos cada vez mais diversificados e criativos.

O início da banda e o primeiro álbum

  A banda, com nome inspirado em uma escultura do Magnuson Park em Seatlle, começou em 1984 com Chris Cornell nos vocais e bateria, Hiro Yamamoto no baixo e  Kim Thayil na guitarra. Mais tarde Scott Sundquist entrou para assumir a bateria, quando resolveu sair em 1986, pois era casado e já tinha filhos e foi substituído por Matt Cameron.
  Com a banda formada os caras assinaram com a gravadora Sub Pop e lançaram o primeiro EP "Screaming Life'" em 1987, logo após ainda na mesma gravadora foi lançado o EP "Fopp". No ano de 1988 eles assinaram com a gravadora SST que pertence ao Greg Ginn, guitarrista do Black Flag, e no mesmo ano lançaram o primeiro disco "Ultramega OK" antes de partir para sua primeira turnê nos EUA e Europa.

Créditos na imagem: Getty Images

Segundo disco e uma troca de membros

 No fim de 1988 o Soundgarden muda de gravadora, assina contrato com a A&M Records e já começa a trabalhar no seu segundo álbum "Louder than Love", que foi lançado no outono de 1989. Com turnê marcada e prontos para enfrentar a estrada o baixista Hiro Yamamoto resolve sair da banda para se dedicar ao mundo acadêmico. Com a pressa de achar um novo baixista e também como já conheciam o trabalho do Jason Everman (ex-Nirvana), fizeram ele entrar na banda e mesmo assim não durou muito tempo, Jason saiu antes mesmo do lançamento do próximo EP, tanto que apenas o cover de "Come Together" dos Beatles tinha a participação dele. Com a vaga de baixista em aberto, foi a vez de Ben Shepperd entrar na banda em 1990.
  Com a trágica morte de  Andrew Wood, vocalista do Mother Love Bone e ex-companheiro de quarto de Chris Cornell, para homenagear o amigo ele escreve algumas músicas e se junta com Matt Cameron e os integrantes do Pearl Jam, formando assim o supergrupo Temple of the Dog para lançar um álbum em homenagem ao Andrew.

"Badmotorfinger" e o reconhecimento mundial

O próximo álbum do Soundgarden a ser lançado foi o "Badmotorfinger" em 1991. Nele vieram grandes sucessos da banda como "Rusty Cage" e também "Outshined", mas também vieram algumas polêmicas com a música "Jesus Christ Pose", causando até o banimento do videoclipe na MTV. Mas segundo Chris Cornell a música era uma crítica as pessoas que usam a imagem de algum mártir para benefício próprio.
   Aproveitando a onda de popularidade eles partiram para uma turnê junto com os Guns n' Roses nos Estados Unidos e Canadá.

A vez do "Superunknown"

  Em julho de 1993 eles começaram a gravar o disco "Superunknown" e terminaram em setembro, o disco que seria o maior sucesso do Soundgarden foi lançado em março de 1994. Com "Black Hole Sun", "Spoonman" e "Fell on Black Days" na tracklist o álbum foi nomeado ao Grammy de 1995 na categoria melhor álbum de Rock, acabou levando o Grammy de melhor performance de Metal com "Spoonman" e "Black Hole Sun" ganhou como melhor performance de Hard Rock. Fora as premiações o álbum "Superunknown" foi certificado 5 vezes como disco de platina pela RIAA  nos Estados Unidos. 
  Com o enorme sucesso dos últimos discos eles entraram em uma turnê gigante, chegaram a fazer shows pelos EUA, Europa e até na Oceania. Mas devido ao desgaste físico da extensa turnê, Chris Cornell acabou ficando sem voz e eles tiveram que alterar as datas de alguns shows.

A separação da banda

  Depois do sucesso estrondoso dos dois últimos discos o Soundgarden lançou em 1996 o álbum "Down On the Upside", que apesar de ser bem recebido pela crítica, não teve muito sucesso com o público. Eles seguiram fazendo shows, até que em 1997 quando terminaram a turnê, eles anunciaram o fim da banda.
  Houve muita especulação para saber o motivo do término, alguns diziam que pela mudança na sonoridade no último disco os caras começaram a se desentender criativamente e isso acabou gerando o fim da banda. O guitarrista  Kim Thayil disse em uma entrevista que isso não existiu em momento algum, Chris Cornell também confirmou e disse que a banda acabou devido a pressão dos negócios e que eles estavam tomando um rumo para um caminho diferente do que eles queriam e acreditavam. Ainda em 1997 eles lançaram uma coletânea chamada "A-Sides" com uma música inédita, "Bleed Together", gravada durante a produção do último disco.

A vida pós Soundgarden e o retorno

  Já em 1999, o vocalista Chris Cornell, lançou um álbum solo chamado "Euphoria Morning". Em 2001 ele se juntou com os ex-membros do Rage Against the Machine e formou o Audioslave, lançando 3 álbuns até o fim da banda em 2007 e no mesmo ano ele lançou seu segundo trabalho solo "Carry On". Matt Cameron teve uma breve passagem pelos Smashing Pumpkins e depois se juntou ao Pearl Jam. O guitarrista Kim Thayil e Ben Shepherd também participaram do projeto de Cameron "Wellwater Conspiracy".
 Em 2010 a banda voltou a se reunir, fizeram alguns shows juntos, incluindo uma apresentação no Lollapalooza, logo depois ele aproveitaram e lançaram a compilação intitulada "Telephantasm". Cornell até chegou a pedir para as pessoas falarem que era uma reunião do Soundgarden, eles tinham voltado a trabalhar por tempo indeterminado. Depois de 16 anos a banda lançou o single inédito "Live to Rise" como parte da trilha sonora do filme Os Vingadores em 2012, em novembro do mesmo ano eles lançaram o último disco de estúdio da banda "King Animal".

Chris Cornell e Kim Thayil em 2017

  Eles começaram a preparar o novo álbum em 2015, devido a agenda cheia dos integrantes o álbum não chegou a sair. Em 2017 depois de uma apresentação do Soundgarden o vocalista Chris Cornell de com 52 anos, foi encontrado morto no quarto do hotel em que estava hospedado, segundo as autoridades ele se suicidou por enforcamento. Desde então a banda acabou de forma definitiva e foi uma grande perda pro mundo do Rock.


Nenhum comentário

Deixe o seu comentário!

Tecnologia do Blogger.